Adversários - (Joanna de Ângelis e Divaldo P. Franco)

Adversários

(Joanna de Ângelis e Divaldo P. Franco)

Ninguém, na Terra, está livre da vigilante presença de adversários. 
Inspecionam as nossas imperfeições e fazem exigências. 
Sorriem alguns, escondendo a animosidade que os atormentam. 
Quase todos ignoram por que se fazem adversários - como se razão alguma justificasse a inimizade. Simplesmente deixa-se afetar pelos sentimentos inferiores. 
Supondo-se traídos ou subestimados, entrega-se à ira ou deslizam pelo ciúme até a antipatia. 






São, porém, benfeitores indiretos, que nos auxiliam na descoberta de nossas falhas e exigem austeridade, otimismo e humildade. 
O importante é não ser adversário de ninguém, porque isso é que nos rouba a paz. 
Quando reagimos, revidando ao agressor, passamos a sintonizar com ele, estabelecendo perniciosa interdependência psíquica. 
Por nosso exemplo de fé e amor, transformemos os adversários, que nos criam dificuldades, em auxiliares do nosso progresso, e não revidamos o mal com mal.







     



.




Fábio Wlademir RS
Fábio Wlademir RS

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário